quarta-feira, 30 de junho de 2010

Elevadores do Morro do Cantagalo são inaugurados

30/06/2010 - O Globo
Elevador do Cantagalo liga Morro do Cantagalo à estação do metrô de Ipanema. Foto: Marcos Tristão
RIO - Os elevadores de acesso ao Morro do Cantagalo, em Ipanema, foram inaugurados nesta quarta-feira. Os elevadores ligam a comunidade à Estação General Osório do Metrô. O governador Sérgio Cabral e o prefeito Eduardo Paes também entregaram as chaves de 64 unidades habitacionais no complexo Pavão-Pavãozinho/Cantagalo. O evento marca a conclusão da primeira fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na região.
- O que estamos fazendo aqui é mais que acessibilidade, novas habitações e cidadania. Estamos reintegrando a cidade - ressaltou Cabral.
O elevador do Morro do Cantagalo é composto por duas torres, uma de 64 metros e outra de 31 metros. Os aparelhos têm capacidade para transportar até 100 pessoas ao mesmo tempo. A iniciativa beneficia mais de 10 mil moradores e faz parte do Complexo Rubem Braga, que inclui ainda o "Mirante da Paz", no topo da torre mais alta, e postos de serviços públicos, como o Rio Poupa Tempo, que ainda serão abertos.
Na primeira fase das obras do PAC, foram investidos R$ 45 milhões no Cantagalo e no Pavão-Pavãozinho. Na segunda etapa, estão previstos a construção de 76 unidades habitacionais e a abertura de um anel viário para integrar todas as regiões e permitir o acesso de serviços, como coleta de lixo e ambulâncias a todos os pontos dos dois morros. As obras estão orçadas em R$ 50 milhões. A UPP do Cantagalo também vai ganhar uma nova sede: um prédio de cinco pavimentos já existente na comunidade.

Cantagalo ganha elevadores para metrô Ipanema


29/06/2010 - Extra Online

O governador Sérgio Cabral inaugura amanhã, às 10h, os dois elevadores que ligarão o Morro do Cantagalo à estação de metrô da Praça General Osório, em Ipanema, na Zona Sul do Rio de Janeiro, com capacidade para transportar cem pessoas ao mesmo tempo.

A obra é composta por duas torres, uma de 64 e outra de 31 metros, e foi erguida na Rua Teixeira de Melo. Atualmente, os moradores são obrigados a subir e descer por uma escadaria íngreme. Também participam do evento o ministro das Cidades, Márcio Fortes, o prefeito Eduardo Paes e o secretário estadual de Transportes, Sebastião Rodrigues.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Elevador Lacerda completa nesta terça 136 anos de fundação


Construção é um dos cartões postais da Bahia, cuja imagem corre o mundo

08.12.2009 | Atualizado em 08.12.2009 - 19:32
Visualizações: 5
Por: Redação CORREIO | Foto: Reprodução
Tamanho da letra: -A | +A

Quem vem do céu vê logo. Quem vem do mar também sabe que ali está uma das relíquias da cidade. Não há quem não o reconheça. Com a imponência de 72 metros de altura sua imagem corre o mundo como um dos cartões postais da Bahia.

Elevador Lacerda é um dos marcos históricos da capital baiana
Há 136 anos ele cumpre sua função. Unir a Cidade Alta à Cidade Baixa. E neste sobe e desce, ganhou fama. Antônio Lacerda, seu criador, foi um homem de visão.
Visão que hoje faz com que baianos e turistas percam o fôlego quando se deparam com a Baía de Todos os Santos. Subindo e descendo pelo elevador.
(As informações são do Bahia Meio-Dia)

sábado, 5 de junho de 2010

Elevador do Cantagalo entra em fase de testes

'RUBEM BRAGA'


Publicada em 04/06/2010 às 22h40m
Rogério Daflon - O Globo - 04/06/2010
    AS TORRES do Elevador Rubem Braga: a maior tem 65 metros de altura / Foto de Gabriel de Paiva
    RIO - O estado começa a testar, a partir do dia 16, o sobe e desce dos elevadores que vão ligar a comunidade do Cantagalo, em Ipanema, à estação General Osório do metrô. O corre-corre que se vê na obra, com mais de 600 operários, tem razão de ser: a inauguração está prevista para o dia 30 deste mês. O complexo de elevadores se chamará Rubem Braga, em homenagem ao cronista que viveu ali perto, numa famosa cobertura na Rua Barão da Torre.
    - Teremos duas semanas para testar os quatro elevadores panorâmicos e com vista para o mar - afirmou Juliano Penteado, gerente da obra.
    (Veja imagens da construção do elevador)
    Quem passa pela esquina da Barão da Torre com a Rua Teixeira de Melo sempre olha para cima, a fim de ver as duas torres com a passarela, que tem origem no primeiro edifício e dá acesso ao Morro do Cantagalo. Com 65 metros de altura, ela terá, em seu topo, um mirante de 50 metros quadrados. A segunda torre mede 25 metros de altura.
    Para o diretor de Relações Institucionais da concessionária Metrô Rio, Joubert Flores, os elevadores não devem aumentar muito o fluxo de passageiros na estação General Osório, embora os morros do Cantagalo e do Pavão-Pavãozinho tenham cerca de 10 mil moradores.
    - Muita gente ali já usa o metrô. Cerca de 52 mil pessoas passam, por dia, pela estação General Osório, e não haverá um aumento considerável nesse fluxo - afirmou Flores.
    O diretor de engenharia da Secretaria estadual de Transportes, Bento Lima, informou que, até o primeiro semestre de 2011, ficará pronta a segunda passarela que sairá do ponto mais alto da segunda torre. Ela faz parte da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e será tocada em conjunto entre as secretarias estaduais de Transporte e de Obras.
    - Caberá à Secretaria de Obras terminar uma rua (Custódio Mesquita) e, ao fim dela, criar uma praça para receber a nova passarela - disse Lima.
    O acesso Teixeira de Melo do metrô, ao lado da primeira torre de elevador, está pronto. Nele, já se veem as roletas, o lugar da bilheteria, as esteiras, escadas rolantes e um painel com a poesia "Infância", de João Cabral de Melo Neto, numa das paredes. Em outra, quadros com mãos pintadas por crianças dos morros do Cantagalo e do Pavão-Pavãozinho completam o cenário. Bento Lima assegura que não há projeto semelhante no mundo:
    - Mas o conceito não é novo: em Medellín, na Colômbia, há três teleféricos, dois prontos e um em obra, que partem de comunidades carentes e chegam a estações do metrô.